sábado, 17 de outubro de 2009

Das flores de Outubro

Queria escrever de um gole só
Suspirar e vomitar letras p'ra uma canção
Dizer que o dia termina bem, que estou melhor
Que seremos sempre irmãos.

Que a nossa juventude não vai ser em vão
Que esse caminho não seja só sonhos
E os domingos venham com gosto de sol e amigos.

Aqui isolado neste lugar
Que é um paraíso bucólico
Enfim, um eterno descansar
Longe de tudo, de todos.

Mas este coração hoje bateu mais forte
A força no meu pulso é esperança
O teu sorriso voltou igual o de menino.

Cheguei a tempo, o sol ajudou.

Um comentário:

Teresa Cristina flordecaju disse...

No outono as flores
Cantaram teu nome ao sol
(:Aqueci minh’alma!)
Cheiro. Teresa.